quinta-feira, 18 de novembro de 2010

OS ERROS DE GEAZI (Lições que devemos aprender)

(II Reis 5:20b) - porém, vive o SENHOR que hei de correr atrás dele, e receber dele alguma coisa.

O profeta Eliseu foi usado por Deus para curar o general Naamã de sua lepra. Após ser curado, Naamã foi até a presença de Eliseu levando ouro, prata e roupas finas a fim de “recompensá-lo” por sua cura, o que não aceitou o profeta. A recusa de Eliseu nos dá a visão do caráter desse servo de Deus. Ao recusar os “presentes” Eliseu deixa claro que a sua relação com Deus não era no princípio da barganha, mas no princípio da soberania de Deus.
Seu servo Geazi ao ver sua atitude, achou que poderia facilmente lucrar, externalizando o seu verdadeiro caráter e resolveu correr atrás de Naamã e através de uma mentira tomar para si os presentes que estavam com Naamã.
Ao voltar à presença de Eliseu, o mesmo lhe perguntou onde ele esteve e mais uma vez ele mentiu. Só que dessa vez para o homem de Deus, tentando ocultar o que fizera, e trouxe para si uma conseqüência terrível e que alcançou toda a sua descendência.

A história de Geazi é um exemplo vivo de como podemos comprometer:
 Um futuro promissor.  Uma vida de compromisso com Deus. Uma vida de benção. Uma vida de grandes realizações. 

Muitas vezes as oportunidades se apresentam para nós por um mover de Deus e não conseguimos enxergar a dimensão de tal oportunidade. Jogamos fora como um pedaço de papel lançado ao vento e que nunca mais retorna a nossas mãos
Geazi estava ao lado de um grande profeta, de um homem que tinha compromisso com Deus, que tinha fidelidade e intimidade com Deus. Ele já tinha presenciado o que Deus fazia através da vida do profeta como, por exemplo, as águas de Jericó que eram más tornando a terra estéril e por uma palavra do profeta tornaram-se águas saudáveis, a multiplicação do azeite da viúva que impediu a escravidão de seus filhos, a ressurreição do filho da sunamita e a morte na panela que foi tirada proveniente de ervas que eram desconhecidas e que foram retiradas pelo próprio Geazi ao preparar uma refeição.
Geazi tinha a oportunidade de realizar grandes coisas para Deus e de deixar o seu nome marcado para sempre na história.
Você também pode realizar grandes coisas para Deus amado (a) do Senhor. Você pode deixar o seu nome marcado para sempre na história.
Mas Geazi teve algumas atitudes que o levaram a chegar a lugar nenhum e que podem também fazer o mesmo com você.

1ª. PENSOU QUE “TER” ERA MAIS IMPORTANTE DO QUE “SER” (v. 20) 
Hoje em dia vemos muitas distorções no meio evangélico levando as pessoas a pensarem que a questão de “ter” o máximo de benefícios materiais é sinal de uma vida de felicidade. Somos empurrados pela teologia da prosperidade acrescentando-se a isso um sincretismo religioso que desvia o foco dos “santos” da visão do Reino de Deus.

É um verdadeiro “vale tudo”, para “ter”:
- Casa / Carros / Casa de praia / Roupas finas / Jóias / Status

(Mateus 6:19) – Não ajunteis tesouros na terra, onde a traça e a ferrugem tudo consomem, e onde os ladrões minam e roubam; 
(Mateus 6:20) – Mas ajuntai tesouros no céu, onde nem a traça nem a ferrugem consomem, e onde os ladrões não minam nem roubam.
Essas palavras são de Jesus após a oração do Pai Nosso. Agora como é que começa o Pai Nosso?
Pai nosso que estás nos céus / Santificado seja o teu nome / Venha a nós o Teu Reino / Seja feita a vossa vontade / Assim na Terra como no Céu / O pão nosso de cada dia nos dai hoje

Veja a escala de importância que devemos ter como prioridade:
1º. Santificar
2º. O Reino
3º. A vontade Dele
4º. Assim como é no céu também deve ser na Terra
5º. O pão nosso
Isso não significa que devemos abrir mão de todas as bênçãos materiais dessa vida porque elas são para todos aqueles que querem e obedecem a Deus.
Isaías 1:19 - “Se quiserdes e me ouvirdes, comereis o melhor desta terra.”
O problema não está em querer ter, mas sim em colocar o “ter” como prioridade ao invés do “ser”.

O equilíbrio em lidar com as bênçãos materiais passa primeiro em “ser”:
- Uma pessoa de caráter reto / Uma pessoa íntegra / Uma pessoa honesta / Uma pessoa respeitada / Uma pessoa confiável / Uma pessoa sincera / Uma pessoa amiga / Um adorador / Um intercessor / Um (a) servo (a) de Deus / Alguém compromissado com Deus / Alguém fiel a Deus / Alguém com intimidade com Deus / Alguém obediente a Deus / Alguém com a visão do Reino de Deus

Corremos diariamente o risco de pensarmos como Geazi, que o mais importante é ter a ouro, prata e roupas finas, do que ser “irrepreensível e sincero no meio de uma geração corrompida e perversa” como está em Filipenses 2:15 e ter aliança com Deus.
Jesus lidou com esta tentação quando o Diabo o levou ao alto de um monte e, mostrando-lhe todos os reinos do mundo e a glória deles, em (Mateus 4:8 e 9) disse-lhe: “Tudo isto te darei, se, prostrado, me adorares”.  E Jesus respondeu: “Ao Senhor teu Deus adorarás e só a Ele servirás.” Não importa o prejuízo financeiro e material que isso possa trazer primeiro devemos buscar o Reino e a Sua justiça (Mateus 6:33).
A Bíblia diz que é o amor ao dinheiro que é a raiz de todos males e não “o dinheiro”. E é por isso que muitos cristãos trazem sofrimentos terríveis para suas vidas! (I Timóteo 6:10).

2a. SAIU DO LADO DO HOMEM DE DEUS (ELISEU)
Sua atitude de sair do lado do homem de Deus e ir em direção aos “presentes” do mundo comprometeram a sua trajetória. Nosso futuro pode ser comprometido não por Deus, mas por nós mesmos ao tomarmos atitudes contrárias ao propósito de Deus para nossa vida. Geazi demonstrou com isso que a sua prioridade não era de servir a Deus, não era de estar debaixo da autoridade espiritual, não de estar aliançado, mas de algum benefício egoísta e individual. Geazi decidiu correr atrás de Naamã e quem corre atrás de Naamã, nunca chegará à frente, no propósito de Deus para sua vida.

Quem corre atrás de Naamã, corre:
Atrás da benção / Atrás do mundo / Atrás de ilusão / Atrás de algo que não lhe pertence / Atrás do que é passageiro

O que Geazi fez e que muitos hoje em dia fazem é correr na contramão da visão de Deus para suas vidas. 
Quem corre na contramão de Deus, corre:
Sem direção / Para não chegar / Para não conquistar / Para não consolidar

3a. QUIS TOMAR PARA SI AQUILO QUE NÃO LHE PERTENCIA
Geazi correu atrás para tomar algo de Naamã e quem quer tomar algo, na verdade quer ter algo que não é seu, mas de alguém.
Se o ouro, a prata e as roupas fossem para pertencer a alguém seriam de Deus.
Muitas pessoas estão correndo atrás de outras tentando tomar aquilo que não lhes pertence e usando o nome de Deus para suas más intenções.

Riquezas / Fama / Poder / Sucesso / Unção de Deus / Intimidade com Deus / Fidelidade à Deus / Revelação de Deus

Cada um tem seus bens, tem uma unção, uma intimidade, fidelidade, um compromisso, uma revelação. E isso não é tomado, isso é conquistado. E essa conquista vem através de uma atitude de buscar e não de tomar.
E que busca é essa?
(Mateus 6:33) – Mas, buscai primeiro o reino de Deus, e a sua justiça, e todas estas coisas vos serão acrescentadas.
Quando entendemos que a nossa primícia deve ser buscar a Deus acima de todas as coisas, todas as nossas necessidades são supridas. Porque quem vai buscar alguma coisa busca algo que já lhe pertence.
O Reino de Deus é para você! Busque, busque, busque…

4a. USOU A MENTIRA COMO FERRAMENTA PARA SEUS OBJETIVOS
Geazi utilizou a mentira com ferramenta para construir um sonho. Mas quem usa a mentira como ferramenta constrói apenas pesadelo.
Geazi mentiu para Naamã e podemos dizer que Naamã representava o mundo com sua materialidade. Geazi disse: “Hei de correr atrás dele e receberei dele alguma coisa.” (Vers.20) Quem mente para o mundo pode até conseguir um pouco de ouro, prata e roupas finas, mas a conta do mundo chega. Isso é passageiro!
Podemos constatar isso através dos escândalos na sociedade em geral.
Só que Geazi cometeu um erro maior e que determinou o fim trágico da sua história. Geazi mentiu para Deus.
Eliseu perguntou: “Donde vens, Geazi?” E respondeu ele“Teu servo não foi à parte alguma.” (Vers.25)
E Eliseu disse: “Por ventura não fui contigo em Espírito…”
(Provérbios 15:3) – Os olhos do SENHOR estão em todo lugar, contemplando os maus e os bons.
(Salmos 101:7) – O que usa de engano não ficará dentro da minha casa; o que fala mentiras não estará firme perante os meus olhos. 
Geazi teve a oportunidade de ser arrepender-se, de reconhecer o seu erro e pedir perdão, mas ele escolheu o caminho mais fácil, ele escolheu um atalho, o da mentira.
Quem escolhe um atalho corre o risco de se perder do caminho original.
Antes de chegar a esse episódio, um episódio anterior já contrastava as atitudes de Geazi como, por exemplo, na passagem da sunamita.

Veja as atitudes de Eliseu em comparação a de Geazi. II Reis 4.17:37 
Eliseu: 
- Vai tudo bem contigo, teu marido e com teu filho? (Amor ao próximo) 
- A sua alma está em amargura e o Senhor não me revelou. (Humildade) 
- Toma o meu bordão (Compartilhou o seu poder)
Geazi:
- Tentou arranca-la dos pés do profeta (Insensibilidade)
- Passou adiante deles (Soberba) 
- Não houve no menino nem voz e nem sinal de vida (Não tinha unção para tal)

Deus não permitiu que o milagre acontecesse por intermédio de Geazi porque conhecia o seu coração e sabia o que ele faria mais a frente. 
As atitudes de Geazi determinaram o seu fracasso. 
Geazi comprometeu toda sua vida por ir à contramão de Deus, na contramão da visão do Reino. E não comprometeu somente a sua vida, mas a vida de toda sua descendência porque todos os descendentes de Geazi nasceram leprosos. (II Rs.5.27). 
Não torne a sua vida “leprosa” por conta de suas escolhas. 
Você tem o direito de fazer suas escolhas. Só não tem direito de escolher as suas conseqüências. 
Geazi não chegou aonde Deus queria por sua inconseqüência. 
Quem corre atrás nunca chegará à frente. 
Quem corre em segundo nunca chegará em primeiro. 
Prossiga para o alvo, prossiga para Cristo, com Cristo e por Cristo e você alcançará tudo o que deseja. 
(Filipenses 3:14) – Prossigo para o alvo, pelo prêmio da soberana vocação de Deus em Cristo Jesus. 
Prossiga para chegar!

6 comentários:

  1. Excelente estudo, meu amigo!

    Depois me conte como foi a sua participação no evento em Belém.

    A paz do Senhor!

    Ciro Sanches Zibordi

    ResponderExcluir
  2. Olá Pr. Gualter Guedes, é um prazer mais uma vez lhe saudar no seu blog, como vez já estou aqui a muito tempo, ao reler sua postagem em meu blog, resolvi dar mais uma passada por aqui e ver seu trabalho, graça e paz!
    Servo Dilson de Mendonça- "Um Ministério de Amor"

    ResponderExcluir
  3. Muito bom o comentário sobre "Os Erros de Geazi".
    É isso aí...Abraços.www.eliseucorrea.com.br

    ResponderExcluir
  4. Amado Pr. Guedes, maravilhoso estudo.(Eliseu sim, Geazi nunca )que o SR JESUS continue abençoando o seu ministério.
    Em CRISTO, seu irmão Elias Magalhães.

    Igreja Metodista em Botafogo RJ.

    A paz do Senhor JESUS.

    ResponderExcluir
  5. Obreiros assim,correm atráz dos Naamã,mas não correm atráz das viuvas,famintas...Douglas valentim...

    ResponderExcluir